Get Adobe Flash player
Untitled Document

MAPA DE LOCALIZAÇÃO

O que achou de nosso site?

View Results

Loading ... Loading ...
No momento temos

...

Para que as rodas dianteiras de um veículo se mantenham corretamente posicionadas durante o rodar e os pneus perfeitamente apoiados no solo, é necessário que os parâmetros de alinhamento estejam com seus valores dentro das especificações do fabricante do veículo. Só com aparelhagens especiais e bem  calibradas, estes valores podem ser corretamente controlados. A falta de alinhamento provoca desvios mecânicos que causam desgastes prematuros de pneus e desalinhamento de direção, deixando o veículo instável e inseguro. Para o correto alinhamento, deve-se observar a “cambagem”, o “cáster” e a “convergência e divergência”.

.

O conjunto de rodas, após ser montado e instalado no veículo, está sujeito a desequilíbrios que se traduzem em vibrações, afetando o desgaste do pneu e o conforto, além de reduzir a vida útil dos demais componentes do automóvel, como amortecedores e outros elementos da suspensão.
O balanceamento tem por finalidade compensar estes desbalanceamentos de massa nos pneus e aros (e outras peças giratórias), de maneira a impedir o surgimento de vibrações.
Há dois tipos de desbalanceamentos: o dinâmico e o estático.

Desbalanceamento estático.
Esse tipo de desbalanceamento resulta em um comportamento análogo ao de uma roda excêntrica, já que o setor mais pesado do conjunto roda/pneu/protetor/câmara dará golpes contra o solo a cada volta da roda.
As trepidações que este desbalanceamento causam são até certo ponto absorvidas pela suspensão, mas tendem a causar um desgaste mais acelerado dos rolamentos do cubo e amortecedores.
Para realizar o balanceamento estático, pode-se usar uma balanceadora local.

Desbalanceamento dinâmico.
O desbalanceamento dinâmico produz uma alternância do pneu no curso do sistema de direção, resultando em um esmerilhamento da rodagem contra o solo em dois pontos, a 90 graus do setor desbalanceado.
Este tipo de desequilíbrio causa um desgaste mais acelerado dos terminais de direção e rolamentos do cubo, além de gerar trepidações no volante, o que é conhecido como “shimmy”.
Para realizar o balanceamento dinâmico, que é sempre o mais indicado, deve-se usar uma máquina de coluna.

O rodízio serve para compensar a diferença de desgaste dos pneus, permitindo mais durabilidade e eficiência. Proporciona também melhor estabilidade, especialmente em curvas e freadas.

• Mudança para pneus radiais de passeio: a cada 8000 Km
• Mudança para pneus diagonais de passeio: a cada 5000 Km
• O primeiro rodízio é o mais importante. Ele é o ponto chave para uma vida longa e uniforme.

Veja abaixo as diferentes formas de rodízio:

 

SYLCAR PNEUS - SÃO JOÃO DA BOA VISTA - SP 2010 © Todos os Direitos Reservados

End.: Rua Racticliff, 813 Bairro Pratinha São João da Boa Vista – SP  CEP: 13873-010
FONE: (19) 3634-2900